5 dicas imperdíveis para comprar um imóvel

Notícia

Comprar um imóvel está na lista de objetivos de boa parte dos brasileiros. Trata-se, para muita gente, do investimento de uma vida. Por isso, nada melhor do que se planejar e preparar com cuidado para a aquisição de sua casa ou apartamento, não é mesmo? 

O vice-presidente de lançamentos e comercialização imobiliária do Secovi-PR (Sindicato da Habitação e Condomínios do Paraná), Luciano Tomazini, compartilhou dicas valiosas para quem está pensando em realizar o sonho da casa própria. Confira.

1) Planeje suas finanças

Comprar um imóvel requer, em primeiro lugar, organização financeira. Por isso, é essencial analisar quanto de dinheiro você possui antes de começar a empreitada. Verificar se o valor que possui é o suficiente para uma compra a vista ou uma entrada é a primeira etapa. Também é importante analisar possibilidades de parcelamento e se as parcelas se encaixam no seu orçamento mensal. Ou seja, não se deve extrapolar as finanças pessoais. 

Um consórcio de imóveis é uma opção viável para que esse planejamento seja possível a longo prazo. A ABAC oferece uma planilha de controle financeiro para que você possa analisar com cuidado todo o seu planejamento. Faça aqui o download e coloque suas contas em dia.

2) Defina suas necessidades

Antes de comprar um imóvel, você precisa saber se ele vai corresponder aos seus objetivos diários. “A pandemia nos fez ficar mais em casa e saber se precisamos de mais ou menos espaço e, inclusive, espaço para trabalhar”, afirma. Por isso, pense no espaço adequado para você. Se tem filhos ou planeja ter, por exemplo, analise se o imóvel é o suficiente para todos. Se alguém trabalha em casa, pense em espaço para home office. Veja se precisa de quintal ou de sacada para suas horas de lazer e descanso, para cuidar de suas plantas, para as crianças e os animais brincarem ou mesmo para criar uma horta caseira, por exemplo.

3) Faça uma visita, mesmo que virtual

Antes de comprar um imóvel, nada melhor que conferi-lo de perto. Isso é importante para ter a experiência de conhecer a estrutura e vivenciar o espaço antes de adquiri-lo. Em alguns casos, os lançamentos de casas e apartamentos têm modelos decorados.

Com a pandemia de COVID-19, houve a necessidade de adaptação de imobiliárias e corretores que encontraram uma alternativa: as visitas virtuais por meio de videochamadas. Assim, é possível mostrar os detalhes dos imóveis às pessoas interessadas e manter as limitações de distanciamento social.

4) Fique de olho na documentação

A documentação é uma das questões mais importantes e que demanda maior atenção do cliente. São muitos documentos que precisam estar em dia. “É um ritmo complicado e não é algo com o que estamos acostumados. Geralmente o brasileiro compra de um a dois imóveis na vida”, afirma. 

Em primeiro lugar, verifique os próprios documentos como RG, CPF, certidões de nascimento ou casamento e comprovante de residência. Na sequência, é importante avaliar as certidões negativas de débitos municipais, estaduais, federais e trabalhistas. Isso vale tanto para o imóvel, quanto para o proprietário, já que a Justiça pode cancelar a transação caso ele tenha algum processo em andamento.

No caso do imóvel, as principais certidões negativas que devem ser solicitadas são a de propriedade com negativa de ônus, Certidão Negativa de Débitos Tributários (para avaliar se existe inadimplência em relação ao IPTU) e também a de Débitos Condominiais, caso haja condomínio.

Cuidar da documentação também exige reserva financeira. No caso dos imóveis adquiridos por consorciados, eles podem utilizar parte do valor da contemplação para essas despesas, desde que não ultrapassem 10% do valor do crédito. Confira mais informações na cartilha “Como aproveitar o credito do seu consórcio”, no site da ABAC. Clique aqui e faça o download gratuito.

5) Avalie o valor agregado do imóvel

Observar a estrutura do imóvel é importante. Porém, não se pode esquecer do que pode tornar o imóvel ainda mais valorizado. Por isso, fique atento a questões como: localização acessível, o entorno da moradia, o serviço de transporte público disponível, comércios, escolas e prestação de serviços nas vizinhanças. Vale ressaltar que um imóvel é uma das principais aquisições da vida de uma pessoa. É também um investimento. 

Com essas dicas em mãos, que tal conhecer mais sobre o consórcio de imóveis? Esse é um meio de fazer ter sua casa ou apartamento de forma econômica e planejada.

 

Fonte:https://abac.org.br/

Inicie a simulação e comprove as vantagens.

1
Planos de Veículos sem juros

Planos de Veículos sem juros

Pelo Consórcio de Automóveis, você compra seu carro sem pagar juros e não precisa dar entrada.
2
Planos de Investimento

Planos de Investimento

Investir em consórcio não é apenas uma forma de se disciplinar financeiramente.
3
Consórcio para Motocicletas

Consórcio para Motocicletas

A garantia de uma empresa com mais anos de atuação
4
Planos de Veículos Pesados

Planos de Veículos Pesados

O consórcio de veículos pesados é uma modalidade de crédito em que você investe de forma segura e ga

Vantagens do consórcio

SEM JUROS

Você já deve ter ouvido falar que consórcio não tem juros. E não tem mesmo! Consórcio é autofinanciamento, ou seja, a compra de bens ou serviços pelos consorciados contemplados é feita com recursos dos próprios integrantes do grupo, que contribuem mensalmente com uma parcela.

SORTEIO E LANCES

Durante as assembleias, o participante do consórcio pode ser contemplado de duas formas diferentes: o sorteio ou a oferta de lance. O sorteio é a forma mais comum de contemplação dos consorciados. 

SEGURANÇA

Se você está receoso em investir em uma carta de crédito por conta de alguma adversidade no futuro, vale a pena conferir as opções de seguro. Um dos mais contratados é o seguro prestamista, que realiza o pagamento total ou parcial das mensalidades restantes.

Você compra tudo aquilo que desejar!

Imóveis

Planos Imobiliários Sem Juros

Automóveis

Planos para veículos com parcelas flexíveis

Motos

Consórcio para Motos com parcelas flexíveis.

Investimento

Precisa investir e planejar o crescimento do seu negócio?